Governo adia prova do Concurso Nacional Unificado em decorrência das chuvas no RS

O governo federal decidiu adiar a aplicação das provas do Concurso Nacional Unificado (CNU), o “Enem dos Concursos”, originalmente agendadas para este domingo (5), em todo o país. A medida foi tomada em decorrência das fortes chuvas que atingiram o Rio Grande do Sul, causando inundações, danos materiais e, até o momento, 37 mortes.

A decisão do adiamento, tomada na tarde desta sexta-feira (3), contraria a nota oficial emitida pelo Ministério da Gestão na quinta-feira (2), que informava a manutenção da prova, inclusive no estado gaúcho.

Apesar do adiamento geral, o governo federal segue buscando soluções jurídicas para garantir que os candidatos do Rio Grande do Sul não sejam prejudicados. Segundo o ministro da Secretaria de Comunicação, Paulo Pimenta, cerca de 86 mil inscritos no CNU residem em 10 cidades afetadas pelas chuvas no estado. No total, o concurso conta com aproximadamente 2,5 milhões de inscritos em todo o país.

“O compromisso do governo é que ninguém seja prejudicado”, enfatizou Pimenta em entrevista à emissora oficial do governo. “Ninguém pode deixar de participar do concurso por estar em uma cidade em situação de emergência ou com acesso bloqueado ao local da prova”, complementou o ministro.

A nova data para a aplicação das provas do CNU ainda não foi definida. O governo federal informará os detalhes da reprogramação o mais breve possível.

Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Homem morre vítima de atropelamento na Rua São Manoel, em Guarabira

Inmet emite alerta amarelo para municípios do Brejo com risco potencial de acúmulo de chuvas

Em pré-campanha, Rinaldo e Anderson debatem propostas para a juventude de Pirpirituba